Assistentes de voz: evolução à vista no Brasil

O cenário brasileiro para o uso de soluções de voz ganhou contornos novos nos últimos três meses do ano passado. Fatores como a chegada da versão em português da Alexa e dos dispositivos Echo, pelo lado da Amazon, e dos primeiros smart speakers (Nest Mini) do Google abrem boas perspectivas para o crescimento deste mercado por aqui. Atrelado a ele, cria-se também grandes expectativas sobre o desenvolvimento de produtos e soluções para o ambiente de casa conectada comandados por voz.

José Ricardo Tobias, head da Positivo Casa Inteligente, avalia que a presença dessas soluções ajudará a fortalecer o mercado de tecnologia de voz brasileiro. Para ele, 2020 deve ser marcado pela popularização definitiva dos assistentes de voz no país.

“O público brasileiro terá cada vez mais contato com essa tecnologia, e encontrará mais interfaces para comando de voz em seu dia a dia e mais casos de uso viáveis para a solução”, aponta.

Para Barbara Toscano, head de Marketing da LG Electronics do Brasil, o mercado vive a expectativa de evolução da tecnologia de voz no país e no mundo, o que ficou bem claro durante a Consumer Electronics Show (CES 2020), em janeiro.

“A tendência é que as soluções de voz estejam ainda mais presentes nas casas conectadas, com o intuito de revolucionar a forma como as pessoas se relacionam com os eletrodomésticos”, acredita Barbara, citanto o exemplo de condicionadores de ar, máquinas de lavar, televisores e caixas de som controlados por comandos de voz.

LEIA ESSE ARTIGO COMPLETO


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas