InfoComm Brasil 2020 terá apto. de 36m2 todo automatizado

Marcada para 14 a 16 de abril em São Paulo, a 7a edição da InfoComm Brasil terá uma atração especial para os visitantes: um espaço fechado de 36m2 reproduzindo um pequeno apartamento com todos os recursos de AV & automação. O Espaço Lar Inteligente, iniciativa da Aureside (Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial), foi desenhado e será construído sob a supervisão do arquiteto Filipe Lopes.

A atração faz parte do Intelligent Home Summit, evento organizado pela entidade dentro da programação da InfoComm Brasil. “O visitante poderá interagir com os produtos, tirar dúvidas e trocar experiências com os expositores”, diz José Roberto Muratori, diretor executivo da Aureside.

Entre as soluções que serão demonstradas no Espaço Lar Inteligente, destacam-se controle de acesso, alarmes, circuito CFTV, sensores de vazamento (água, gás, fumaça), controles de iluminação e luminárias smart, cortinas e toldos elétricos, climatização, aquecimento de piso, cabeamento estruturado e monitoramento remoto. Com a colaboração de várias empresas, o espaço contará ainda com sistemas de áudio & vídeo, projeção e assistentes de voz.

A programação do Intelligent Home Summit prevê também apresentações técnicas e palestras sobre as tendências do mercado de automação. Todos esses eventos se destinam a integradores, arquitetos, designers de interiores, fabricantes e distribuidores de equipamentos para o setor. O evento conta com o apoio da ABD (Associação Brasileira de Designers de Interiores).

LEIA ESSE ARTIGO COMPLETO

LG lança geladeiras para casas conectadas

A LG Electronics do Brasil apresenta ao mercado brasileiro sua nova linha de geladeiras com conectividade wi-fi. Com esse recurso, torna-se possível monitorar e acessar a geladeira remotamente de qualquer lugar e a qualquer momento.

Para ter acesso a essa ferramenta, basta instalar o aplicativo LG ThinQ em um smartphone e efetuar o cadastro. Assim, alterações de temperatura, aviso de substituição do filtro de água e controle de consumo de energia, entre outros, estarão a um toque de distância, informa a companhia.

As novas geladeiras smarts são mais uma aposta da LG para a estruturação de uma “casa conectada”, e oferecem a mais alta tecnologia para tornar o dia a dia dos consumidores mais prático e até mesmo econômico.

“Cada vez mais os brasileiros estão interessados em tecnologias para controlar a casa – da luz do quarto até os eletrodomésticos. Por isso, investimos em um produto que atenda a essa demanda de mercado e, ao mesmo tempo, entregue alta qualidade,” explica Kati Dias, gerente de produtos de linha branca da LG Electronics do Brasil.

LEIA ESSE ARTIGO COMPLETO

Assistentes de voz: evolução à vista no Brasil

O cenário brasileiro para o uso de soluções de voz ganhou contornos novos nos últimos três meses do ano passado. Fatores como a chegada da versão em português da Alexa e dos dispositivos Echo, pelo lado da Amazon, e dos primeiros smart speakers (Nest Mini) do Google abrem boas perspectivas para o crescimento deste mercado por aqui. Atrelado a ele, cria-se também grandes expectativas sobre o desenvolvimento de produtos e soluções para o ambiente de casa conectada comandados por voz.

José Ricardo Tobias, head da Positivo Casa Inteligente, avalia que a presença dessas soluções ajudará a fortalecer o mercado de tecnologia de voz brasileiro. Para ele, 2020 deve ser marcado pela popularização definitiva dos assistentes de voz no país.

“O público brasileiro terá cada vez mais contato com essa tecnologia, e encontrará mais interfaces para comando de voz em seu dia a dia e mais casos de uso viáveis para a solução”, aponta.

Para Barbara Toscano, head de Marketing da LG Electronics do Brasil, o mercado vive a expectativa de evolução da tecnologia de voz no país e no mundo, o que ficou bem claro durante a Consumer Electronics Show (CES 2020), em janeiro.

“A tendência é que as soluções de voz estejam ainda mais presentes nas casas conectadas, com o intuito de revolucionar a forma como as pessoas se relacionam com os eletrodomésticos”, acredita Barbara, citanto o exemplo de condicionadores de ar, máquinas de lavar, televisores e caixas de som controlados por comandos de voz.

LEIA ESSE ARTIGO COMPLETO


Automação residencial em apartamentos: um novo jeito de morar

Com um comando de voz, as cortinas se abrem. Ao chegar em casa, as luzes se acendem e regulam sozinhas a intensidade. Qual o horário da reunião com o cliente amanhã? Sua assistente de voz irá relembrar de todos os compromissos da semana.

Qualquer semelhança com a casa do Homem de Ferro ou d’Os Jetsons não é mera coincidência. A automação residencial em apartamentos e em casas é uma tendência mundial, conquistou o interesse de grandes empresas, como Amazon, Samsung, Apple e Google, e já é uma realidade. Mas por onde começar e como isso pode mudar a sua vida?

Também conhecida como domótica, casa conectada ou casa inteligente, é a integração de diversos sistemas existentes no lar, permitindo o controle do imóvel e de seus aparelhos eletrônicos de qualquer lugar. É considerada uma nova experiência em moradia que vai muito além do luxo. É uma maneira de ter mais comodidade, segurança, economia, sustentabilidade e até acessibilidade.

Esse mercado já movimenta bilhões ao longo dos anos e estima-se que cada casa poderá ter mais de 500 dispositivos conectados até 2022. No Brasil, 300 mil casas brasileiras têm algum tipo de automação. Porém, neste ano de 2020 o número pode aumentar para cerca de 2 milhões, de acordo com a Aureside (Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial).

Roku chega ao Brasil com Smart TV a partir de R$ 1.199

Líder no mercado de streaming dos Estados Unidos, a Roku tem uma história que se confunde com o desenvolvimento da própria indústria. A empresa foi pioneira ao lançar, em 2008, o primeiro dispositivo que conectava televisões ao Netflix – quando a plataforma ainda engatinhava e as Smart TVs não existiam.

Concorrente de gigantes como Google, Apple e Amazon, que lançaram Chromecast, Apple TV e Amazon Fire TV Stick para competir com o dispositivo, a Roku acompanhou as mudanças da última década e passou a vender Smart TVs com seu próprio sistema operacional, em parcerias com fabricantes de televisores.

Hoje, estima-se que uma a cada três televisões vendidas nos EUA tenham o sistema da companhia, com 32,3 milhões de contas mensais ativas e 10,3 bilhões de horas acumuladas em transmissões via streaming no terceiro trimestre de 2019 (último dado disponível).

De olho em novos mercados, a Roku anunciou nesta terça-feira (21) que finalmente está desembarcando no Brasil, durante evento realizado em São Paulo. A empresa vai estrear no País com a AOC Roku TV, Smart TV produzida em parceria com a fabricante de monitores AOC, que chega às lojas de Casas Bahia, Ponto Frio e Extra em dois modelos:

• 32 polegadas HD, por R$ 1.199

• 43 polegadas Full HD, por R$ 1.599

Os produtos estão disponíveis em canais online a partir desta quarta-feira (22) e chegam às lojas físicas em fevereiro.

Postagens mais visitadas