Conheça os beneficios de ter uma casa inteligente

Nesta apresentação relacionamos os principais benefícios de você utilizar sistemas de Automação Residencial. Clique na imagem abaixo para conferir !


Cameras para todo mundo: 30% das residências inteligentes nesses quatro países têm câmeras de vigilância

Fonte: Nationalinterest.org

As câmeras de vigilância doméstica tornaram-se tão populares que agora são o segundo dispositivo doméstico inteligente mais popular, atrás apenas de termostatos, em residências inteligentes nos EUA, Reino Unido, França e Alemanha.

Isso conforme os novos dados divulgados esta semana pela empresa de pesquisa Strategy Analytics, em um relatório chamado "Smart Home Survey - Câmeras de Vigilância", que foi conduzido como parte da Pesquisa 4T19 Smart Home da empresa.

A Strategy Analytics descobriu que quase 30% das residências inteligentes nesses quatro países têm pelo menos uma câmera de vigilância. Nest, Amazon (Blink and Ring) e Arlo são as marcas mais populares nos quatro países.

"As câmeras de vigilância encontraram um lugar em milhões de residências inteligentes, apesar das preocupações com privacidade e hackers, o que sugere que os benefícios superam os riscos para muitos consumidores", Jack Narcotta, analista sênior do setor no serviço de consultoria de estratégias domésticas inteligentes da Strategy Analytics, disse como parte do anúncio da empresa.

"A popularidade das câmeras de vigilância entre os consumidores é impulsionada mais pelo que os dispositivos fazem e menos pelos recursos de software ou por quais componentes de hardware os dispositivos estão equipados. Os dois mais poderosos drivers de compra para câmeras de vigilância são como eles ajudam os consumidores a se sentirem seguros e como eles proprocionam aos consumidores a tranquilidade de saber que suas famílias e casas são seguras. ”

As câmeras não estão apenas em residências. A Nest, que pertence ao Google, lançou recentemente um programa para colocar as câmeras da Nest nos hospitais que tratam pacientes com coronavírus. Estas imagens são transmitidas ao vivo dos quartos dos pais para os monitores no posto de enfermagem. O programa foi lançado em maio em cerca de 100 quartos no hospital Mount Sinai, em Nova York.

Enquanto isso, até o vôo de uma abelha foi capturado pela câmera Ring do lado de fora da casa de nosso editor executivo e diretor de estudos da Coréia, Harry Kazianis, no início desta primavera. Foi o exemplo mais recente de ações incomuns sendo capturadas em câmeras Ring.


Smart homes já são realidade no Brasil; saiba como equipar sua casa


O mercado de tecnologia e conexão doméstica ganha força total no país e promete revolucionar a maneira de nos relacionarmos com eletrodomésticos e itens tão comuns como uma lâmpada

Publicado em https://gq.globo.com/ em 4 de junho de 2020

Quem assistiu Os Jetsons na infância provavelmente sonhou com uma casa onde um robô limpava, conversava com os humanos e tudo funcionava eletronicamente, com comando de voz. Parecia irreal, impossível, distante. Ou seria uma previsão do futuro com alto teor de acerto feita em 1962 por Hanna-Barbera? Ainda não estamos andando em carros voadores, mas dentro de casa já é possível ter um lar mais automatizado do que o da família Jetson.
Já se foi o tempo em que achar produtos para tornar a sua casa um espaço “inteligente” era algo inviável no mercado brasileiro. Empresas como Amazon, Google, Positivo, Xiaomi, Philips e Samsung oferecem desde lâmpadas Wi-Fi a robôs aspiradores.
 

Mas por onde começar?

“O primeiro passo para entrar no mundo da automação residencial é definir qual ecossistema você quer que seja sua central de comando. Os mais populares no Brasil são o Google Home, a Amazon Alexa e o Apple HomeKit. Isso é fundamental, pois, apesar de a maioria dos dispositivos inteligentes terem aplicativos próprios de controle, no dia a dia é inviável você ter de abrir um app toda vez que quiser executar uma ação (acender uma lâmpada, por exemplo)”, diz o Youtuber Tiago Flores, especialista em tecnologia.

Conversar com uma “caixinha de som” pode se tornar algo tão comum como ligar a TV com controle remoto. Aliás, o próprio controle pode ficar obsoleto em breve, já que a partir de comandos de voz é possível controlar a televisão e programar para entrar no seu canal de streaming:

“Fiz um vídeo no canal mostrando como criar uma rotina de Netflix e o pessoal enlouqueceu. Rotinas são uma sequência de ações programáveis com um único comando de voz. Fiz a TV ligar já na Netflix e junto a isso acenderem-se algumas lâmpadas com baixo brilho e cores quentes, para ficar um clima bem aconchegante.” 

Tiago explica que o ano de 2019 foi o maior em termos de avanço da automação residencial no Brasil. “Anteriormente, não tínhamos as presenças oficiais do Google Home (através do Google Nest) e da Amazon Alexa (através das caixas Echo). Agora abriu-se um grande mercado e, diariamente, são apresentados novos produtos compatíveis, como a linha da Positivo de Casa Inteligente”, revela.

Para montar a sua casa inteligente é necessário pensar, em primeiro lugar, quais são as suas preferências. Um homem que more sozinho em um apartamento terá necessidades diferentes de alguém que tenha um filho pequeno ou um idoso em casa. É recomendável dividir a automação por setores: central de comando, iluminação, segurança, limpeza, eletrodomésticos, conforto ou controle de aparelhos que não são originalmente inteligentes.


Postagens mais visitadas